[O alfabeto em braille
[Como agir com um deficiente visual
[Os cinco sentidos
[Sintomas
[Links correlatos


[Como ajudar o ICB


[Conheça o ICB
[Proposta educacional
[Centro de intervenção precoce
[Perfil dos alunos


[Eventos
[Notícias
[Coral e grupo de teatro

 

O Alfabeto Braille

Educador francês, Louis Braille, inventou o alfabeto que tem seu nome, para cegos (Coupvray, perto de Paris, 04/01/1809 — Paris, 06/01/1852).

Braille cegou aos três anos de idade em consequëncia de um acidente seguido de oftalmia. Tornou-se, apesar disso, excelente organista e violoncelista. Com uma bolsa de estudos, conseguiu cursar, em Paris, o Instituto Nacional para Jovens Cegos (1819), onde passou a lecionar depois de 1826. O fundador da escola, Valentin Haüy, observara que os cegos eram capazes de acompanhar com os dedos letras vulgares, romanas, em relevo. Conseguiu produzir tais textos e ensinou crianças cegas a ler.

O sistema de Haüy permitia a leitura mas não a escrita. Braille se interessou por um sistema de escrita inventado pelo capitão Charles Barbier de la Serre, que cegara na Palestina, para transmissões noturnas em campanha. Baseava-se em pontos em relevo, grupados de 12 em 12 formando 36 combinações. Braille reduziu para 6 os pontos de cada grupo e conseguiu 63 combinações.


Seu sistema foi publicado em 1829; uma versão mais elaborada apareceu em 1837.


Fonte: Enciclopédia BARSA
Volume - 3 - pag - 212



As Letras Braille








Os Números em Braille

 
 


[home] [associe-se] [trabalho voluntário] [requisitos] [fale com o ICB]

http://www.institutodecegos.org.br

1999 Site criado por Madison Comunicação